Quais são as soluções envolvidas na Mobilidade Urbana?

Mobilidade urbana, como o próprio nome indica, refere-se ao deslocamento de indivíduos e cargas no meio urbano. Para além de um simples conceito, falar sobre mobilidade é, dessa forma, estruturar a oferta e a demanda por transporte. 

Para o cenário brasileiro, esse é um capítulo em construção, mas que tem demonstrado seus primeiros resultados. Tanto que há iniciativas por todo o país que partem de um lugar comum, tentando encontrar respostas para as perguntas:

“Como centros urbanos podem melhorar os sistemas de transporte existentes sob outros moldes energéticos que não os combustíveis fósseis? É possível reduzir os impactos negativos e ainda gerar uma relação de bom custo-benefício para a população de modo geral?”

Pensando nesse processo, compartilhamos neste artigo soluções inovadoras que estão reestruturando a eficiência energética das cidades brasileiras. E que, sobretudo, se utilizam de energia limpa para garantir sua sustentabilidade. 

Vem conferir.

Mobilidade urbana e sustentabilidade: apenas o começo

Sem dúvidas, uma das maiores ações de mobilidade nos centros urbanos diz respeito à implementação de veículos elétricos

Isso porque o Brasil possui grande potencial para produzir energia a partir de fontes renováveis. Ampliando as possibilidades de geração de autoprodução de energia (APE) ao longo do território nacional; diferentemente do que acontece em outros países.

Além disso, os veículos elétricos possuem custos menores de uso e manutenção quando comparados aos exemplares poluentes (diesel e petróleo). O que por sua vez se apresenta como uma excelente estratégia para redução da emissão de gases de efeito estufa (GEEs). 

Tal conectividade está sendo bem aceita nas cidades e os novos projetos ganham aprovação do público. Sem mencionar os negócios que se beneficiam dessa matriz energética não somente por economizar na conta de luz. Mas como forma para projetar melhor qualidade de vida.

Entenda como a energia solar representa economia no orçamento das empresas

Veículos movidos à energia solar já são realidade

Como parte da integração e do desenvolvimento urbano, diversas empresas têm investido em tecnologias baseadas na energia solar. De maneira que gerar a própria energia no segmento de mobilidade tem se concretizado mais rápido do que imaginamos.

Tanto que não poderíamos deixar de citar:

  • Os carros elétricos que são movidos à energia solar que recarregam quando utilizados. 
  • A fábrica de Maringá, no estado do Paraná, como a primeira montadora de carros elétricos do Brasil.
  • A van elétrica da Mercedes-Benz com painel de energia solar no teto e autonomia de 3.800km anuais adicionais.
  • Os ônibus com painéis solares e baterias recarregáveis que percorrem curtas e médias distâncias.
  • E, claro, as scooters elétricas, também conhecidas como e-scooters, que surpreendem em performance e preço baixo.

Invista no amanhã, gere a própria energia

De fato, a mobilidade urbana traz inúmeros desafios para a gestão administrativa e financeira das capitais. Seja para o âmbito público, seja para o setor privado.

Por certo, há medidas a serem tomadas em um futuro próximo que demandarão estruturas cada vez mais inteligentes. E recursos prioritariamente econômicos.

Enquanto referência nacional em geração de energia renovável, a AALOK compreende essas mudanças. E pode ajudar clientes e empresas de diferentes áreas de atuação nessa transição energética. 

De modo a estudar a viabilidade financeira, calcular as despesas e adotar modelos que se alinham às diversas necessidades. Assim como monitorar a produção de energia e criar soluções modernas que permitam experiências bem-sucedidas de sustentabilidade.

Qualquer carro elétrico tem entrada de tomada, como qualquer outro eletrodoméstico. Assim, adaptar uma tomada de carregamento de veículo elétrico em casa é muito simples. 

Quem possui sistema FV na residência, por exemplo, pode gerar energia para um carro elétrico “comum”, que não seja movido por energia solar. Caso não haja compatibilidade, um simples adaptador resolve o problema.

Entre em contato e coloque seu projeto em prática.

Desenvolvido por: ADEMAIS