Brasil acaba de assinar um tratado para pôr fim à comercialização de lâmpadas fluorescentes compactas até 2025

Ao que tudo indica, a comercialização de lâmpadas fluorescentes está com os dias contados. Acaba de ser assinado um tratado para pôr fim à comercialização de lâmpadas fluorescentes compactas até 2025. 

Dessa forma, os imóveis dos brasileiros poderão utilizar para a iluminação dos ambientes, somente luminárias de LED. 

Fim da comercialização de lâmpadas fluorescentes traz uma série de benefícios

Com o tratado, as luminárias LED marcarão presença nos projetos de iluminação, tanto de empresas e comércios quanto de residências em geral, e com isso, uma série de benefícios serão possíveis.

Afinal, com essa tecnologia, as luminárias consomem até 50% menos energia, gerando assim, um impacto positivo em relação à economia.

Há ainda o fato de que as luminárias em LED são livres de metais pesados, caso do mercúrio, altamente tóxico em seu interior.

Em síntese, com a substituição das lâmpadas pelas modernas luminárias, os brasileiros serão beneficiados tanto em relação à saúde quanto em relação ao bolso.

Tratado foi assinado por 137 países 

O Mercúrio foi tema central da quarta Conferência das Partes (COP 4) da Convenção de Minamata. Esse tratado mundial com o intuito de eliminar e minimizar a utilização do mercúrio e seus respectivos compostos, extremamente nocivos às pessoas e ao meio ambiente, contou com a assinatura dos 137 países participantes. 

Malefícios da exposição ao mercúrio que pode ser ocasionada com o uso de lâmpadas comuns

Para se ter uma ideia do quão nocivo pode ser o uso de lâmpadas fluorescentes, a exposição humana ao mercúrio presente nelas pode acarretar nos seguintes malefícios:

  • Afetar o sistema nervoso, digestivo e imunológico;
  • Afetar também os rins, pele e olhos;
  • Contaminação do ar, solo e água. Isso pelo fato de quando as lâmpadas quebram e mesmo durante sua produção, uso, transporte, reciclagem e deposição final, o mercúrio e seus componentes são liberados na atmosfera.

Brasil não produz, mas importa lâmpadas fluorescentes 

Como sabemos, o Brasil não produz lâmpadas fluorescentes. Com o tratado, chegará ao fim a importação das lâmpadas.

Os resultados do impacto em banir as lâmpadas fluorescentes compactas estimam uma economia de 77,8 bilhões de dólares nas contas de eletricidade.

Além disso, deve-se eliminar aproximadamente 26,2 toneladas de mercúrio em todo o mundo. Fora isso, será evitada a emissão de gases de efeito estufa equivalente a retirar por um mês toda frota de carros do mundo de circulação no acumulado de 2025 a 2050, conforme dados da Coalizão para uma Iluminação Limpa (CLIC). 

Luminárias LED nas casas podem economizar R$ 1 bilhão por ano nas contas de eletricidade dos consumidores

A utilização das luminárias LED nas casas pode economizar R$ 1 bilhão por ano nas contas de eletricidade dos consumidores em todo o País, caso as lâmpadas fluorescentes compactas que ainda estão em uso casa forem substituídas.

E as lâmpadas fluorescentes tubulares? 

O tratado ainda não inclui as lâmpadas fluorescentes tubulares, mais comuns em escritórios e lojas. 

Conforme estudos da Coalizão para uma Iluminação Limpa, eliminar essas lâmpadas é plenamente possível sua substituição pela iluminação LED muito mais segura e rentável, tanto para a população quanto para as empresas e governos.

Se elas também fossem extintas em 2025, teríamos uma economia de cerca de 1 trilhão de dólares em contas de eletricidade, o que ainda eliminaria 232 toneladas de mercúrio em todo mundo.

No tocante às emissões de gases de efeito estufa, seria o mesmo que retirar por um ano inteiro toda frota de carros do mundo de circulação no acumulado de 2025 a 2050. 

A ALOK é referência em projetos luminotécnicos com as melhores luminárias LED do mercado

Sabemos que a iluminação vai muito além de lâmpadas e luminárias e acreditamos que associá-la a eficiência energética pode gerar economia e resultado, trazendo retorno para o seu negócio como um todo. Por isso, se você deseja iluminar com o custo-benefício do mercado, invista nos nossos produtos da AALOK.

Desenvolvido por: ADEMAIS